quarta-feira, fevereiro 12, 2014

Preso, o matador do cinegrafista agora é um coitadinho miserável que foi aliciado, segundo seu advogado.


O tal Caio Silva de Souza, que matou o cinegrafista da Band com um morteiro, foi preso na Bahia. Pontaço para a polícia pela rapidez. Aliás, nada como atuar sob pressão, não é mesmo? Se a sociedade fizesse isso sempre e com consciência a gente não estaria entregue ao PT. Mas deixa isso pra lá, o ponto é outro.

O advogado do Caio, Jonas Tadeu, teve a cara de pau de, em uma entrevista à Globo, dizer que o pobrezinho é um miserável, que foi aliciado e que não sabia o que era aquilo que o outro coitadinho lhe entregou. Gozado, né? Mesmo não sabendo o que era, ele acendeu, botou no chão cuidadosamente e saiu correndo...

Outra: a mãe de caio, Marlene, diz que não pode trabalhar porque cuida do pai que é esquizofrênico e que com a aposentadoria do pai, ela passou a ajudar o filho pagando o aluguel de R$ 450 de um quitinete próximo à estação de trens de Olinda, para que ele usasse só uma condução para chegar ao trabalho. Ora, quem tem R$ 450 só para proporcionar ao filhinho uma moradia mais perto do trabalho, não pode ser considerado miserável.

Aliás, na entrevista que Marlene deu ao jornal o Globo, ela disse que o filho só não se entregou à polícia porque nenhum advogado ofereceu ajuda jurídica à família. Ué, as ofertas foram tantas que saíram até na imprensa! De mais a mais, Marlene me pareceu muito bem orientada nessa entrevista, tanto que se fez de vítima até nos mínimos detalhes, como dizer que tem problemas neurológicos e não vê televisão ou ouve rádio para não ficar deprimida.

Tem muito caroço nesse angu. Que Caio tem patrocínio, é quase certo. Se foi aliciado, não importa: ele já é bem grandinho para responder pelos seus atos. Mas quem foi o aliciador? O destaque do fato de ter um avô esquizofrênico e uma mãe com problemas neurológicos é um óbvio indício que os advogados vão inventar problemas mentais em Caio, por hereditariedade.

É bom aguardar, porque neste caso, além da polícia com suas investigações, a justiça, também vai atuar sob pressão, portanto espera-se que ela seja exercida na sua plenitude.

Fonte da Noticia:Blog Toma mais uma!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário